Noite de Oscar

O seu maior companheiro da temporada de premiações

Vanessa Kirby: O fenômeno da 77° Edição do festival de Veneza

A 77° edição de Veneza começou recentemente e até então nos trouxe atrações interessantes. Além da estreia de “Dear Comrades” e “One Night in Miami” no dia de hoje (07/09), também apareceram filmes como “Mainstream” de Gia Coppola e “The Human Voice” de Almodóvar.

Entretanto a grande atração do festival até o momento não foi um filme, mas sim uma atriz: Vanessa Kirby. A inglesa aparece atuando em dois longas selecionados para a competição oficial do festival: “The World to Come” de Mona Fastvold e “Pieces of a Woman” de Kornél Mundruczó.

Margaret's Lady in Waiting Not a Fan of Vanessa Kirby in The Crown |  IndieWire
Vanessa Kirby como Princesa Margaret em “The Crown”

Aclamada por seus trabalhos no teatro, Vanessa teria sua vida e carreira mudadas com sua escalação como a Princesa Margaret na série “The Crown”, da Netflix. A adaptação dramatizada da vida da Rainha Elizabeth II se tornaria um dos carros chefes da plataforma de streaming e foi através dela que Kirby recebeu um nível de aclamação absurdo. Interpretando a rebelde e incontrolável princesa, Vanessa foi indicada ao Emmy de atriz coadjuvante em Drama pela segunda temporada da obra.

Após sua saída da série , a atriz trabalhou em blockbusters: O spin of de “Velozes e Furiosos” e a franquia de “Missão Impossível”. Com a chegada desse ano, ela nos entrega dois filmes no festival de Veneza.

Imagem
Imagem liberada de “The World to Come”

O primeiro chama-se “The World to Come” da diretora Mona Fastvold. A obra é adaptada por Jim Shepard e Ron Hansen de um conto do próprio Shepard. Passando-se nos EUA do século XIX, o filme conta a história de uma dupla de amigas que acabam se relacionando para escapar da vida medíocre e triste das quais fazem parte. O longa foi muito elogiado por sua sensibilidade e por trazer uma história de amor magistral para as telonas. As performances de Katherine Waterston e Vanessa foram aclamadas.

O segundo longa protagonizado por Kirby chama-se “Pieces of a Woman” do diretor europeu Kornél Mundruczó (White God). O filme narra a vida de um casal que tem a vida extremamente destruída pelo luto após perderem a filha num parto em casa e é estrelado por Vanessa, Shia LaBeouf, Ellen Burstyn, Sarah Snook e Bennie Safdie. A performances dos três primeiros foram aclamadas.

Vanessa recebeu os maiores elogios possíveis por “Pieces”. Os críticos citaram sua performance como a melhor de sua carreira enquanto comentam que sua atuação é uma complexa e extremamente bem construída análise da personagem que vive um luto inimaginável. O longa está sendo produzido por Martin Scorsese e terá exibições no TIFF, festival de Torono.

Pieces of a Woman' Clip with Vanessa Kirby and Shia LaBeouf — Watch |  IndieWire
Imagem do clipe divulgado do filme “Pieces of a Woman”

No Rotten Tomatoes, site de divulgação de notas dos críticos, ambos os filmes receberam boas notas: “World” está com 100% e “Woman” está com 88% até o momento. Infelizmente, ainda não foram computadas as notas no site metacritic.

A atriz foi, sem dúvidas, um dos pontos mais celebrados de Veneza até então e é uma forte candidata ao prêmio de melhor atriz do festival (O Volpi Cup). O júri, presidido por Cate Blanchett, irá anunciar os vencedores dos prêmios dia 12 de setembro.

Vanessa pode facilmente aparecer em prêmios de crítica e televisionados por uma de suas performances caso os filmes façam sucesso dentro dos EUA e se sua atuação for bem abraçada pelos votantes. “The World to Come” parece um filme mais fácil e leve para ser visto, porém foi com “Pieces of a Woman” que a atriz realmente brilhou, de acordo com os críticos, nesse ano, portanto resta esperar os festivais norte americanos e a recepção do público de lá para ver qual caminho será traçado para a atriz na temporada de 2020/2021.

Pedro Cardote

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo