Noite de Oscar

O seu maior companheiro da temporada de premiações

Oscar 2021 – Melhor Atriz (Fevereiro)

A temporada de premiações de 2021 começou de vez e com as indicações ao Globo de Ouro, Critics Choice e SAG, agora existe um caminho mais definido para o Oscar. As indicações ao prêmio principal serão anunciadas no dia 15 de março. Confira as previsões em Melhor Atriz coadjuvante também

A categoria de melhor atriz sempre foi uma das mais acirradas e interessantes dos últimos tempos e este ano não será diferente. O que antes parecia uma corrida com duas front-runners, agora se estendeu para 3 locks na categoria e uma nova favorita apareceu de última hora: Carey Mulligan.

Resultado de imagem para Carey Mulligan Promising
Carey Mulligan em “Promising Young Woman”

Em “Promising Young Woman“, Carey nos entrega uma mulher que revive traumas e mágoas passadas enquanto assume posturas e atitudes questionáveis durante o passar do longa. Sendo uma das atuações mais aclamadas do ano, Carey está indicada ao SAG, CC e GG sendo que entrou na shortlist do BAFTA. Promising foi abraçado pelo Globo de Ouro e Critics Choice e deve aparecer fortemente no BAFTA também.

Incrivelmente, ao analisarmos os prêmios de crítica, Carey está numa disputa acirradíssima com uma das grandes favoritas: Frances McDormand. A veterana protagoniza o longa “Nomadland” que é um dos grandes favoritos ao prêmio principal no Oscar. O fato de ser muito querida somado ao detalhe mencionado confirma Frances como uma das locks e boa candidata ao prêmio. Um de seus poucos obstáculos encontra-se no fato de já ter ganhado o prêmio de Melhor Atriz recentemente pelo filme “Three Billboards Outside Ebbing, Misouri”.

Resultado de imagem para Vanessa Kirby pieces of a woman
Vanessa Kirby em “Pieces of a Woman”

Viola Davis possui um nome fortíssimo na indústria e ao participar de “Ma Rainey’s Black Bottom” ela dá vida ao texto feroz de August Wilson enquanto interpreta uma figura histórica. Seus únicos contras na corrida são: A duração de sua participação no filme e o foco em Chadwick Boseman. A paixão pelo longa pode refletir numa vitória para Boseman e isso pode acabar eclipsando Viola por completo.

Vanessa Kirby é uma figura peculiar na corrida desse ano. Ganhadora da Volpi Cup de melhor atriz e indicada ao SAG, GG e Critics, Vanessa parece uma front runner e lock certo. Nas últimas décadas, uma ganhadora que participasse de um longa britânico/estadunidense é indicada ao Oscar (Julianne Moore, Helen Mirren, Emma Stone, Olivia Colman, etc..). As indicações aos televisionados impulsionam suas probabilidades, entretanto existe um fato que deve ser considerado.

Vanessa, ao que tudo indica até então, será a única indicação de “Pieces of a Woman” no Oscar deste ano. Poucas atrizes na última década conseguiram esse feito na categoria de Melhor Atriz: Glenn Close e Julianne Moore chegaram lá, mas ambas possuíam uma narrativa que as levaria para a vitória na premiação. Julianne venceu, porém Glenn perdeu mesmo sendo a favorita para ganhar até o anúncio de Olivia Colman como ganhadora. Charlotte Rampling e Marion Cottilard também conquistaram isso, mas ambas venceram diversos prêmios de crítica e foram impulsionadas por isso. O caso que mais se aproxima de Vanessa Kirby é o de Ruth Negga, indicada pelo longa “Loving”.

Se Ellen Burstyn for indicada, Vanessa deve aparecer logo em seguida nas indicações em atriz. Caso contrário, suas chances diminuem.

Resultado de imagem para Sophia Loren The Life Ahead
Sophia Loren em “The Life Ahead”

A quinta vaga em Melhor Atriz está aberta para uma variedade de possibilidades: Nas shortlists anunciadas pela academia recentemente, “The Life Ahead” aparece, mesmo sem ser o selecionado da Itália para concorrer ao Oscar, em Melhor Trilha Original e Melhor Canção Original. Além disso, um curta feito pela Netflix sobre Sophia Loren também entrou na shortlist da academia. Isso mostra quão abraçada a figura de Loren foi só nesse começo. Sua narrativa é perfeita: Uma grande atriz, fazendo um lindo comeback aos prêmios após tanto tempo. Ela não foi indicada a nada até o momento, mas seria uma grata e possível surpresa.

Zendaya, a it girl do momento, foi indicada ao Critics Choice de Melhor Atriz por seu papel em Malcolm e Marie. Sendo a única indicação e chamativo do filme, ela pode dificilmente surpreender, mas não é uma opção descartável. Kate Winslet, caso apareça entre as indicadas ao BAFTA de Melhor Atriz por seu papel em “Ammonite“, pode ser a mulher a ocupar a vaga restante. Michelle Pfeiffer, indicada ao Globo de Ouro de Melhor Atriz em Comédia, acabou ficando de fora das outras premiações e é muito improvável que volte a aparecer entre as indicadas ao Oscar.

Resultado de imagem para Sidney Flanigan Never Rarely Sometimes Always
Sidney Flanigan em “Never Rarely Sometimes Always”

A maior surpresa na categoria de Melhor Atriz no Critics Choice foi Sidney Flanigan. Indicada por “Never Rarely Sometimes Always”. A atriz levou diversos prêmios de crítica durante a temporada e pode seguir um caminho parecido ao de Marion Cotillard por “Two Days, One Night”. É difícil, porém não impossível.

Andra Day ,“The United States vs Billie Holiday”, e Amy Adams, “Hillbilly Elegy“, foram indicadas em algumas premiações televisionadas. A primeira conseguiu a indicação no GG e no Critics e Amy conquistou a indicação no SAG e entrou na shortlist do BAFTA, enquanto Andra ficou de fora da lista mencionada. Amy provavelmente será a indicada ao SAG que cairá no anúncios das indicadas.

As indicações previstas são:

1. Carey Mulligan (Promising Young Woman)
2. Frances McDormand (Nomadland)
3. Viola Davis (Ma Rainey’s Black Bottom)
4. Vanessa Kirby (Pieces of a Woman)
5. Sophia Loren (The Life Ahead)

Pedro Cardote

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo